13 junho 2015

Dilma defende ajuste fiscal e diz que Brasil não está doente

http://img.s-msn.com/  © Fornecido por Notícias ao Minuto
A presidente Dilma Rousseff concedeu uma entrevista ao Programa do Jô, da Rede Globo, que foi transmitida na madrugada de sábado (13). Entre os assuntos abordados, Dilma defendeu o ajuste fiscal e, também, a manutenção dos programas sociais do governo. O programa foi gravado na sexta-feira (12), no Palácio da Alvorada, em Brasília, segundo informações do UOL.
Ela admitiu que o Brasil “está momentaneamente em problemas e dificuldades, não estruturalmente doente; por isso, simultaneamente ao ajuste fiscal, precisamos fazer investimentos em infraestrutura e manter os investimentos nos programas sociais”.
O tom da conversa foi ameno – mesmo quando o apresentador a questionou sobre assuntos como inflação e promessas de campanha. "Estou entrando no sexto mês de mandato. É muito difícil dizer que não cumpri minhas promessas porque tenho ainda um mandato inteiro para cumpri-las", disse.
Já sobre a crise econômica que o Brasil enfrenta, a presidente defendeu o pacote de ajuste fiscal – que cortou aproximadamente R$ 79 bilhões no orçamento da União. "O mundo está no sétimo ano da crise e tanto os Estados Unidos quanto a China não saíram da crise. Nós temos utilizado tudo o que podíamos, como o orçamento da União, que bancou redução de impostos contra cortes em empregos e salários desde 2009; esgotamos tudo o que podíamos, mas a crise durou mais que esperávamos", explicou.
Porém, a presidente se mostrou confiante de que o governo espera melhora na inflação até o final do ano: "As avaliações do mercado apontam para queda no índice nos próximos meses"
Outro tema abordado na entrevista foi a Petrobas, onde Dilma disse que são extraídos 800 mil barris (aprox. 127 milhões de litros) de óleo por dia do pré-sal. Ela ainda defendeu a estatal, que encontra-se sob investigação na operação Lava Jato.
Jô Soares comentou sobre a fama de ‘pavio curto’ de Dilma, dizendo que os comentários poderiam ser machistas, já que não se estranha que um homem tenha as mesmas características que ela. Sem deixar claro se havia ou não ironia no comentário, a presidente exclamou: "Sou uma mulher dura no meio de homens meigos".
Ao final, Jô Soares brincou, deixando claro que, diferente das entrevistas de Dilma ao longo da campanha eleitoral do ano passado, essa era uma conversa bem-humorada. "Quero agradecer imensamente à presidente Dilma Rousseff, e espero que tenha sido bom para você também, pois hoje é o Dia dos Namorados e, afinal de contas, temos de sair ambos muito satisfeitos".
"Muito satisfeitos", foi a resposta da presidente.
Veja o vídeo da entrevista: AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos