05 março 2015

Ministério Público irá investigar grife de Luciano Huck após acusação de pedofilia

Camiseta infantil com frase polêmica já foi retirada do site oficial da marca

Matéria escritado jornal Zero Hora
Foto: internet / Reprodução
Após a polêmica envolvendo as camisetas infantis da marca "Use Huck", o apresentador Luciano Huck entrou na mira da Justiça. O Ministério Público irá investigar se houve incitação à pedofilia ou desrespeito aos direitos das crianças e adolescentes.
As camisetas com a frase "Vem ni mim que eu tô facim" já foram retiradas do site oficial da grife e as vendas foram suspensas temporariamente.
Assessor do MP do Rio de Janeiro, Marcelo Ahmed explicou ao EGO:
- Houve um pedido de um centro de apoio promocional da diretoria da infância e da juventude e o Ministério Público abriu procedimento para investigar. Segundo o promotor do caso, houve o recolhimento dessas camisas. A investigação irá apurar se o direito da criança e do adolescente foi ou não desrespeitado.
Diante do apelo popular do caso, a grife emitiu um comunicado, pedindo desculpas e garantindo que as vendas do produto foram suspensas. Em outra nota, representantes da "Use Huck" disseram que houve um erro na impressão das peças, que deveriam ser direcionadas apenas ao público adulto.
Procurado por vários veículos de imprensa, Luciano Huck não quis se manifestar.
*Fonte: Zero Hora

Um comentário:

  1. Não suporto o Huck, mas acho um exagero acusar de pedofilia por isso.

    ResponderExcluir

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos