28 janeiro 2015

Homicídio:"É tudo muito triste", diz avô do surfista Ricardinho

Nicolau dos Santos, 74 anos, participou da reconstituição da morte do neto na Guarda do Embaú


Foto: Marco Favero / Agencia RBS
Nicolau dos Santos, 74 anos, avô de Ricardo dos Santos e tratado por ele como pai, testemunhou o assassinato do surfista na semana passada. Nesta terça-feira, teve uma pequeno mal-estar por causa da pressão alta durante areconstituição do crime, que durou três horas na Guarda do Embaú.

Confira a breve entrevista que ele deu ao Diário Catarinense:

O senhor viu o policial na reconstituição?

Não vi em nenhum momento. Nem queria ver. Falei à polícia que estávamos trabalhando na obra do cano com uma picareta, que pedi para ele (soldado Mota) tirar o carro onde parou. O Ricardinho também pediu. Ele (soldado) não respondeu nada. 

Havia alguém com facão?
Não. Isso é mentira. Aí pedimos de novo e nada de ele sair. Alguém ouviu que ele (policial) disse que iria limpar a cara desse boiola, mas eu não ouvi isso. Ouvi que ele (policial) disse ‘aqui eu tô, não saio e vou ficar’. 

O irmão do policial tentou impedir algo?O irmão segurou a mão do policial tentando impedir. Gostaria de perguntar a ele, se a versão é o facão, que cor tinha o cabo do facão? E que tamanho era esse facão? É tudo muito triste, jamais vou perdoar o que ele fez. 

Fonte:Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos