30 outubro 2014

Arlete Salles comemora volta aos palcos após câncer: 'Desafio vencido'

'Estou completamente bem e agora isso é passado', diz a atriz, que volta a encenar a peça 'O que o mordomo viu', nesta quinta-feira, 30, no Rio.


Arlete Salles conversou com o EGO sobre sua recuperação após a luta contra um câncer que a afastou dos palcos no início deste ano. A atriz reapareceu em público na última segunda-feira, 27, em Porto Alegre, para prestigiar a pré-estreia da animação nacional "Até que a Sbórnia nos separe", na qual estreia como dubladora.
"A equipe do filme pediu muito que eu fosse até lá. Fiquei bem feliz com o resultado, dá orgulho do cinema de animação em nosso país. É uma produção maravilhosa, um filme lindo que levou oito anos para ficar pronto", vibra ela, que se prepara para voltar aos palcos nesta quinta-feira, 30,com a peça "O que o mordomo viu", a qual chegou a estrear em Niterói (RJ) em janeiro, mas precisou ser substituída por Marisa Orth para fazer os exames e avaliar o tumor.
Recuperação
Aos 72 anos, Arlete conta como lidou ao descobrir o câncer. "Uma experiência como essa sempre surpreende, ninguém espera um diagnóstico desse. Por mim ninguém iria saber nunca, mas se tornou público por causa da minha substituição na peça. Foi um exercício de paciência, mas cheguei ao final do tratamento com êxito. Já vivi, já sofri muito com isso, agora estou completamente bem e isso é passado. Desafio vencido".
A atriz diz que a única coisa que ainda a faz lembrar esse período é o cabelo curto. "Minha avó sempre dizia que o cabelo é uma das armas da mulher para realçar seu lado feminino, mas eu não tive escolha, agora tenho de esperar ele crescer. Às vezes uso peruca, mas algumas pessoas até gostam de mim assim".
Volta à TV
Atualmente no ar como a Copélia na reprise do seriado "Toma lá dá cá", no canal Viva, ela se prepara também para voltar à TV como a divertida Consuelo da novela "Babilônia", que substituirá "Império" às 21h a partir de março de 2015. "Faço a prova de roupa na próxima semana, estou bastante animada. A Consuelo não podia ser melhor, é uma mulher cruel, dura, que se torna engraçada. Espero divertir as pessoas".
Durante a masterclass "Autoria em telenovela e minissérie", em setembro, em São Paulo, Ricardo Linhares, que assina a trama com Gilberto Braga, contou que alguns diálogos da personagem estavam sendo reescritos. "Queremos estrear com quase 90 capítulos escritos e 36 entregues para a produção. Relendo os diálogos, percebi que em determinado momento a Consuelo tinha perdido o ar cômico e virado uma mulher que só reclamava da vida. Estamos aproveitando essa antecedência para reescrever essas falas e dar o tom certo à personagem", disse.
FONTE:EGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos