05 dezembro 2013

Herpes causas e tratamento saiba mais sobre esta doença de herpes

                              O que é herpes? 

herpes-saiba-mais-sobre-esta-doenca


Herpes são lesões localizadas,provocadas pelo vírus da catapora, o herpes vírus, que fica incubado em um músculo do corpo e se manifesta quando há queda na resistência imunológico da pessoa.


Leia Também



O herpes simples atinge boa parte da população e apresenta-se sob formas de herpes labial ou a herpes genital, sendo capaz de reativações periódicas, pois o vírus persiste no organismo. O herpes não tem cura, mas pode ser controlado, desde que seja tratado corretamente. As áreas atingidas pelo herpes simples são: contorno dos lábios,rosto,nádegas  e órgãos genitais.
herpes-saiba-mais-sobre-esta-doenca



Herpes genitais

O herpes genital é uma infecção viral, contagiosa, que afeta homens e mulheres e geralmente é transmitido através do contato sexual; por isso, muita atenção: quando uma pessoa teve ou tem ou teve herpes genital, ela pode propagar ou disseminar o vírus e infectar o seu parceiro sexual, mesmo sem apresentar sinais de infecção ativa.


Existem circunstâncias que aumentam a probabilidade de se adquirir herpes. A existência de vários parceiros sexuais e o início precoce da atividade sexual na adolescência são fatores de risco para essa contaminação. Algumas pessoas com herpes genital não sabem reconhecer e nem identificar os sinais de infecção e, portanto, têm herpes, mas nem sequer imagina quem tem essa doença.


O primeiro episódio de herpes genital costuma provocar dor intensa na região afetada. Aparecem grupos de vesículas (pequenas bolhas) na área genital. E essas vesículas provocam coceira e tornam-se muito dolorosa. O ato de urinar é, também, muito doloroso. Além disso, pode haver aumento de gânglios na virilha a famosa (íngua) e, algumas vezes, febre. Esses sintomas podem durar de 10 a 14 dias.


Depois do primeiro episódio, é comum ocorrer a recidiva, isto é, a recaída. Com efeito, depois do primeiro episódio, o vírus torna-se inativo e, portanto, não provoca infecções e nem prejuízos. Ele pode, entretanto, ser reativado de tempos em tempos, reaparecendo os sinais e sintomas da doença. O herpes não tem cura. Uma vez infectado, a pessoa abrigará o vírus pelo resto da sua vida. No corpo, o vírus do herpes permanece nas células nervosas, onde fica num estado de repouso, isto é, inativo.

O tratamento da herpes se restringe ao alívio dos sintomas e à tentativa da redução da frequência e duração das crises. É fundamental que a pessoa procure um médico logo no início da primeira crise e converse com ele sobre as opções de tratamento. O uso constante do preservativo, sem nenhuma exceção, é a única maneira eficaz de evitar pegar o vírus ou transmiti-lo, visto que muitas pessoas têm herpes sem saber e algumas mulheres podem ter herpes no colo uterino sem apresentar nenhum sintoma. É fundamental, antes de qualquer contato sexual, o diálogo franco e aberto com o cônjuge. Se houver qualquer dúvida, evite o contato sexual. E lembre-se que a contaminação é para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos