01 novembro 2013

Ronco é perigoso: Descubra mais sobre o ronco

como-parar-de-roncar

O ronco é a apnéia

Quem nunca ouviu uma pessoa roncar? Estatísticas mundiais indicam que uma em cada oito pessoas ronca; e no Brasil, isso significaria que cerca de 15 milhões de roncadores, sendo que os grandes roncadores, em geral são os homens. Por isso, as mulheres são as grandes queixosas e, freqüentemente, os roncos são as causas de divórcio.

É isso aí meus amores ao contrário do que muitas pessoas pensam, o ronco não atrapalha apenas o sono de quem dorme com o roncador: ele é um sinal de que tem algo obstruindo a passagem de ar para os pulmões, e assim diminuindo a oxigenação de todos os órgãos do corpo e podendo levar a problemas graves de saúde.

Leia Também

MÃE MAIS NOVA DO PLANETA TEVE SEU FILHO COM 5 ANOS

CHÁ DE ANIS ESTRELADO

MENINGITE BACTERIANA

"A obstrução pode ser devida a vários fatores: alterações dos ossos da face, flacidez da pele que recobre o céu da boca, rinite,o aumento das amígdalas, obesidade etc", explica o médico otorrinolaringologista César Augusto Seranni. "Em alguns casos, o problema pode ser devido ao excesso de comida e de álcool (que relaxa as vias respiratórias) ou a uma gripe, podendo ser tratado com algumas mudanças de hábito.

Mas há muitas situações mais graves em que podem ocorrer as chamadas apnéias do sono já ouviram falar?, “apnéia é uma doença  que pode levar até à morte", alerta. As apnéias são paradas respiratórias que acontecem durante o sono, sem que o doente perceba, e que podem durar de dez segundos até um minuto. E essas paradas acabam fazendo com que a pessoa acorde várias vezes durante a noite, mesmo que não se lembre de nada no dia seguinte. "Freqüentemente, as pessoas que têm este problema apresentam grande cansaço ao acordar, sonolência durante o dia e dificuldade de concentração, além de poderem desenvolver diversos problemas cerebrais e cardíacos", observa.

E uma boa notícia é que ronco tem cura: desde pequenas mudanças de hábito (como comer menos durante a noite e evitar o álcool), passando pelo uso de próteses dentárias e chegando, nos casos mais graves, a cirurgias corretivas, trata-se de um problema que pode ser resolvido, mesmo que exista há décadas. Para isso, porém, não há receita milagrosa: o único jeito é procurar o médico, fazer os exames e descobrir qual o tratamento mais adequado para o seu caso.

Existem soluções caseiras que,se não curam,ao menos diminuem a intensidade e frequência do ronco

1- Elevará cama transversalmente, com um pedaço de madeira. Quando a cabeça está elevada, as vias aéreas ficam mais desimpedidas. Mas atenção: só travesseiros extras não resolvem. Tem que elevar a cabeça e o tórax juntos, senão o queixo se apóia no peito e piora a passagem de ar,provocando mais ronco.

2- Evite as substâncias depressoras do sistema nervoso,ao menos a partir do fim da tarde: álcool,tranquilizantes,pílulas para dormir e anti-histamínicos.

3- Evite as refeições pesadas durante á noite e se caso jantar não se deite logo espere a comida fazer um pouco de digestão.

4- É muito importante fazer exercícios e perder peso se precisar.

5- Outra solução caseira seria costurar uma bola de meia nas costas do pijama. Assim, toda vez que o roncador deitar de costas na cama- a bola de meia o incomoda e o leva a virar-se (de lado). (risos)

6- E se mesmo com essas dicas o problema for persistente, e estiver causando prejuízos à sua saúde e a do próximo deve-se procurar um médico otorrinolaringologista o mais rápido possível, para detectar a causa,e a possibilidade de realização da "cirurgia do ronco".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá seja bem vindo ao Blog obrigado por sua visita deixe o seu comentário e se tiveres alguma dúvida entre em contato com a gente beijos